sábado, 25 de setembro de 2010

"A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso. Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara pra faculdade. Você vai pro colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando... E termina tudo com um ótimo orgasmo!!! Não seria perfeito?"

[Charles Chaplin]


sexta-feira, 24 de setembro de 2010

A primavera me trouxe


É primavera chegando
A esperança renascendo
O colorido tingindo
O caminho do passante
Desencasula... para a vida
Desacrisola... para a maturidade
As forças da natureza me deixam e êxtase


Momento de recomeçar
Floreça em mim a primavera de minh'alma
As lágrimas transformem-se em suave brisa
Ou num orvalho manso a regar meu coração...
Estação das flores dentro de mim,
Reaja ao inverno sequioso dos sonhos meus
E brotem novos sonhos
Novas forças,
Nova vontade de sonhar.


Caminho lentamente, mas com firmeza
Esqueço o que doeu
Apago o traço da dor
Construo ruas de felicidade
Onde dançarei a dança da paz
Com o arco-iris a brincar
Ao vento vão os pensamentos
Novos sonhos, novos alentos


O tempo... ah, o tempo! Meu íntimo confidente,
A primavera me trouxe.
Um dia novo está surgindo
Um sonho novo me envolve
Vida nova...
Saúde...
Paz...
Enfim, a primavera me beija a face.


quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Aos meus heróis..

Porque eu adoro essa música e esse cantor fofo com sua voz linda e doce. Não deixe de ler a letra escutando a música cantada por Chay ;) #tudo.


video


Faz muito tempo que eu não escrevo nada,
Acho que foi porque a TV ficou ligada
Me esqueci que devo achar uma saída
E usar palavras pra mudar a sua vida.

Quero fazer uma canção mais delicada,
Sem criticar, sem agredir, sem dar pancada,
Mas não consigo concordar com esse sistema
E quero abrir sua cabeça pro meu tema

Que fique claro, a juventude não tem culpa.
É o eletronic fundindo a sua cuca.
Eu também gosto de dançar o pancadão,
Mas é saudável te dar outra opção.

Os meus heróis estão calados nessa hora,
Pois já fizeram e escreveram a sua história.
Devagarinho vou achando meu espaço
E não me esqueço das riquezas do passado.

Eu quero “a benção” de Vinícius de Morais,
O Belchior cantando “como nossos pais”,
E “se eu quiser falar com...” Gil sobre o Flamengo,
“O que será” que o nosso Chico tá escrevendo.

Aquelas “rosas” já “não falam” de Cartola
E do Cazuza “te pegando na escola”.
To com saudades de Jobim com seu piano,
Do Fábio Jr. Com seus “20 e poucos anos”.

Se o Renato teve seu “tempo perdido”,
O Rei Roberto “outra vez” o mais querid
o.

A “agonia” do Oswaldo Montenegro
Ao ver que a porta já não tem mais nem segredos.

Ter tido a “sorte” de escutar o Taiguara
E “Madalena” de Ivan Lins, beleza rara.
Ver a “morena tropicana” do Alceu,
Marisa Monte me dizendo ”beija eu”
Beija eu, Beija eu Deixa que eu seja eu
Beija eu, beija eu deixa qe eu seja eu

O Zé Rodrix em sua “casa no campo”
Levou Geraldo pra cantar no “dia branco”.
No “chão de giz” do Zé Ramalho eu escrevi
Eu vi Lulu, Benjor, Tim Maia e Rita Lee.

Pedir ao Beto um novo “sol de primavera”,
Ver o Toquinho retocand
o a “aquarela”,

Ouvir o Milton “lá no clube da esquina”
Cantando ao lado da rainha Elis Regina.

Quero “sem lenço e documento” o Caetano
O Djavan mostrando a cor do “oceano”.
Vou “caminhando e cantando” com o Vandré
E a outra vida, Gonzaguinha, “o que é?”

Atenção DJ faça a sua parte,
Não copie os outros, seja mais “smart”.
Na rádio ou na pista mude a seqüência,
Mexa com as pessoas e com a consciência.

Se você não faz letra inteligente
Fica d
ominada, limitada a mente.

Faça refletir DJ, não se esqueça,
Mexa o popozão, mas também a cabeça.


seminários..

O último post foi uma parte do nosso seminário apresentado na aula de Planejamento de Mídia no último dia 17/09.

O assunto é delicioso, e está super em alta..o que mais se fala por aí é que a Mídia externa (out of home) é a mídia do futuro.

E, esse é também o tema da palestra de amanhã (23/09) no Teatro da Puc às 19h, com certeza será muito interessante.

Quem puder ir, enjoy. ;)

Espero estar melhor amanhã, pois a sinusite há uma semana não me deixa em paz. Tosse, dor de garganta, dor de cabeça.. tá foda de aguentar.
Fico mais irritada ainda, pq não consigo estudar e nem trabalhar direito. Inclusive hj nem fui a agência =( e eu to adorando muuuito aquilo lá.

Volto depois pra dar notícias (melhores eu espero)..

bjs

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

O sucesso da Mídia Out of Home

Mídia Digital Out of Home é a oferta de comunicação dirigida para audiências cativas e que se encontram fora de suas casas, mais especificamente em pontos de venda e/ ou em ambientes que exijam algum tipo de espera forçada.

Contatamos a ascensão dessa categoria de mídia através da enorme quantidade de monitores instalados em redes de supermercados, shopping-centers, bares e restaurantes ou aqueles estrategicamente instalados e transmitindo programação segmentada, para públicos que se encontram em elevadores, ônibus, metrô, trens, consultórios, etc.

Alguns profissionais acreditam que essa mídia é o futuro, e que devemos esperar que as massas fossem atingidas por esse meio segmentado e contextualizado. Esse conceito transcende a plataforma e aplica conceitos típicos da internet envoltos no mundo real. Ao contrário da TV, rádio ou mídia impressa, a mídia out-of-home é muito mais precisa no target; cada tela é controlada; tem ainda o potencial de ser o meio mais mensurável de todos, já que ao acompanhar a audiência em tempo real no ponto de vendas, permite também o cruzamento com dados de vendas efetivas realizadas.

De um modo geral, esse meio combina o melhor dos dois mundos, a cobertura das mídias de massa, associada à capacidade de segmentação por nichos.

Veja o sucesso dessa mídia com os cases abaixo:


video


video

video




video

video

video

segunda-feira, 6 de setembro de 2010



Já chamei pessoas próximas de amigo e descobri que não eram. Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim. Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre... Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração! Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente! Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE! Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer: - E daí? EU ADORO VOAR!

Clarisse Lispector